1.jpg
A Coreia do Norte já deu início às obras no seu reator nuclear de Yongbyon, após ter anunciado, esta semana, que iria reiniciar a sua atividade, mostram imagens de satélite difundidas hoje pelo Instituto Estados Unidos-Coreia no seu portal eletrónico.

O 'think tank', da Universidade Johns Hopkins, de Washington, indica na sua página na Internet que as obras de restauração podem ter como objetivo o reinício da atividade no reator, desativado em 2007, na sequência de um acordo firmado no âmbito das conversações a seis com vista à desnuclearização de Pyongyang.

Além disso, o instituto observa que as obras começaram entre meados e fevereiro e finais de março e que o complexo de Yongbyon poderá estar operacional "dentro de semanas, em vez de meses", como se pensava inicialmente.

No âmbito da campanha de ameaças que o regime norte-coreano tem lançado ao longo do último mês, Pyongyang anunciou, na terça-feira, que irá reativar todas as instalações nucleares, incluindo o reator atómico em Yongbyon, localizado no noroeste do país.

As imagens de satélite, recolhidas pela empresa DigitalGlobe a 27 de março, mostram, segundo o instituto, "escavações" que podem estar relacionadas com a substituição de componentes do "circuito de refrigeração secundário".

O instituto explica que "um passo chave nesse processo [de reativação] passaria precisamente pela restauração desse circuito de refrigeração secundário desativado", pelo que o complexo de Yongbyon poderá estar em funcionamento dentro de semanas.


dn