O cantor espanhol Julio Iglesias, de 69 anos, atua em Lisboa, no Pavilhão Atlântico no próximo dia 16 de julho, escreve a agência Lusa.

Iglesias editou recentemente um álbum de retrospetiva da carreira, «1 - Grandes Êxitos», que reúne 18 temas, entre os quais «Don Quijote». Uma edição que inclui um DVD com o registo do concerto «Starry Night», com que celebrou os 20 anos de carreira.

Julio Iglesias regressa ao pavilhão lisboeta onde atuou em 2011, no âmbito da digressão mundial «A Starry Night World Tour», que foi apontada na altura, pela crítica musical, como a derradeira do cantor romântico espanhol.

O intérprete de «Manuela» é o artista latino que mais discos vendeu - 300 milhões em todo o mundo, segundo contas da sua página oficial na internet - e já realizou mais de sete mil concertos.

No concerto realizado em 2011, em Lisboa, José Cid foi convidado pelo cantor espanhol para fazer a primeira parte do concerto, que foi apresentado pela atriz Silvia Rizzo.

Julio Iglesias, depois de ter sido guarda-redes do Real Madrid, nos anos de 1960, decidiu enveredar pela música ligeira, estreando-se com uma participação vitoriosa no Festival Internacional da Canção de Benidorm, em 1968, com o tema «La Vida Sigue Igual».

O cantor representou a Espanha em vários eventos internacionais, nomeadamente no Festival da Eurovisão de 1970 com o tema «Gwendolyne», arrecadando um 4º lugar.

Com uma carreira de mais de 40 anos, Iglesias já cantou em português, inglês e francês, além da sua língua materna, o espanhol.

Já fez duetos com vários nomes, como Diana Ross, Willie Nelson, Stevie Wonder ou Amália Rodrigues, e é embaixador itinerante da UNICEF desde 1989.

«De Niña a Mujer», «Por El Amor de Una Mujer», «Un Canto a Galicia», «La Carretera», «Lo Mejor de Tu Vida», «Voy a Perder La Cabeza Por Tu Amor» e «Me Va, Me Va», são algumas das canções de sucesso de Julio Iglesias.


iol