1.jpg

Manuela Ferreira Leite considera que o Governo fez uma espécie de «ameaçazinha» para que as pessoas pensassem que as medidas do Conselho de Ministros eram inevitáveis.

«Deu-me a ideia que era uma ameaçazinha», afirmou a comentadora da TVI24.

Ferreira Leite entende, ainda, que os cortes a impor, após o chumbo do Tribunal Constitucional, não serão para «cortar no desperdício mas ir muito ao osso dos diferentes programas e pôr em causa algumas coisas».

Quanto às PPP, a ex-ministra das Finanças diz ter ficado «perplexa» com o que foi anunciado.

«Não me parece nada compatível com a ideia de que todos nós temos de fazer sacrifícios», observou, acrescentando que «a contribuição das PPP deu como contrapartida fazer menos do que tinham que fazer».


tvi24