Uma mulher soldado norte-americana foi condenada, esta terça-feira, a dez meses de prisão por ter desertado do país para escapar à Guerra do Iraque, fugindo para o Canadá.

Kimberly Rivera, de 30 anos e mãe de quatro filhos, já tinha servido no Iraque e fugiu em fevereiro de 2007 para o Canadá, onde vivia com o marido e filhos, sendo agora condenada por um tribunal militar diante do qual se declarou culpada.

A norte-americana solicitou a residência permanente no Canadá mas as autoridades ordenaram que Rivera e a família deixassem o país, caso contrário seriam deportados no início de 2009.

Kimberly Rivera acabou por ser detida quando atravessava a fronteira no ano passado e arriscava uma pena de cinco anos de prisão.


lusa