8 dicas para receber (bem) um animal de estimação


A chegada de um novo elemento a casa – devidamente ponderada –, implica alguns cuidados. Dê as boas-vindas ao seu bichano!

1. Compromisso

Um animal de estimação não é um objecto nem um capricho. Antes de adoptar um novo amigo – cão, gato, pássaro, coelho, hamster… – certifique-se de que tem disponibilidade para acolhê-lo e condições financeiras para cuidar dele.

2. Partilha

Tomada a decisão e escolhida a espécie a adoptar, envolva a família. Quanto mais entusiasmada estiver, mais calorosa será a recepção. Se tiver crianças, estimule-as a cuidar do animal, atribuindo-lhes responsabilidades adequadas à idade.

3. Kit boas-vindas

Adquira alguns acessórios essenciais, de acordo com a espécie escolhida: cama, comedouro e bebedouro, coleira, trela, gaiola, caixote para areia, ração… E não se esqueça de um ou outro brinquedo.

4. Chegada

O fim-de-semana (ou outro período de folga) é a altura ideal para receber o animal de estimação – terá mais tempo para ele, ajudando-o a adaptar-se ao novo lar.

5. Saúde

Programe uma visita ao veterinário: vacinação e desparasitação são cuidados essenciais. Se optou por um felino ou um canídeo pondere a esterilização – discuta a possibilidade com o especialista.

6. Adaptação

Se adoptou um cachorro ou um gato bebé tenha cuidados redobrados na sua adaptação ao lar. É normal que esteja assustado e que à noite “choramingue” quando ficar sozinho. Para tranquilizá-lo, coloque uma manta ou peça de roupa com o seu cheiro na cama do bichano.

7. Segurança

Verifique que o animal não tem acesso a lixo, produtos de limpeza ou medicamentos – é importante que estejam em compartimentos fechados. Plantas como o narciso, a túlipa e o antúrio são tóxicas para os animais. Atenção ainda a objectos pequenos ou cortantes que podem ser vistos por cães e gatos como brinquedos.

8. Bem-estar

Corte as unhas e escove o pêlo do bichano com regularidade. Mime o seu novo amigo, mas imponha regras, garantindo uma saudável convivência.


greensavers