Durão Barroso sai em defesa de Angela Merkel

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, defende numa entrevista a ser publicada no domingo a chanceler Angela Merkel face às críticas sobre a disciplina orçamental imposta pela Alemanha.
"O que acontece em França ou em Portugal não é culpa de Merkel ou da Alemanha”, afirmou Durão Barroso, numa entrevista a ser publicada no domingo no jornal alemão Welt am Sonntag, citada pela agência de notícias France Presse.
"As decisões no seio do Eurogrupo são sempre tomadas por unanimidade. É totalmente injusto apresentar as medidas como se fossem impostas por um único país ou por uma só instituição", disse Barroso, acrescentando que também é "vítima" dessas tentativas de atribuir as medidas a alguém em concreto.
O responsável pelo órgão executivo da União Europeia afirmou ainda que “esta crise e os problemas que lhe estão associados não são resultado da política da Alemanha ou culpa da União Europeia”, mas que têm origem numa “política de gastos excessivos, de falta de competitividade e de uma acção irresponsável dos mercados financeiros”.
O presidente da Comissão Europeia fez mesmo um elogio à chanceler alemã: "Eu estou extremamente reconhecido à Alemanha e à sua atitude. E não tenho medo de dizer publicamente: A chanceler Merkel é certamente uma, se não a principal figura a nível europeu, que melhor compreende o que está a acontecer".
Durão Barroso disse ainda, sobre Angela Merkel, que a governante alemã ”investiu muito do seu tempo e energia no projecto europeu”. “Gostaria que pudéssemos dizer o mesmo de todos os Chefes de Governo”, destacou.

Fonte: Lusa/SOL