A empresa japonesa CrazyLabo criou em parceria com o Instituto de Tecnologia da Universidade Kitakyushu dois robôs, em forma de cabeça de mulher e de um cão, capazes de identificar o mau cheiro dos pés e mau hálito.

Quando ativados, ambos os robôs são capazes de reconhecer e catalogar o mau cheiro, reagindo para que o utilizador tome medidas para evitar a situação, explica a edição online do diário Asahi.

O robô Kaori, de cabelos castanhos e olhos azuis, analisa e quantifica os componentes na respiração e avalia o odor numa escala de quatro níveis.

Depois de catalogar, Kaori emite respostas irónicas variando entre "cheira a citrino", como comentário positivo, ou "você tem mau hálito", "não consigo suportar" ou, em casos mais graves, "emergência".

Já o cão Shuntaro identifica o cheiro dos pés, não responde como os humanos, mas abana a cabeça em sinal positivo, ladra e rosna se considerar mau cheiro nos pés ou desmaia se o odor é muito desagradável.

"Quero continuar a fazer coisas que façam as pessoas rir", explicou Kennosuke Tsutsumi, presidente da CrazyLabo, que garante ter iniciado o projeto depois de familiares seus se queixarem do seu hálito e do cheiro dos seus pés.

Nos planos da empresa está a criação de um outro robô capaz de identificar mentiras e que vai reagir como o Pinóquio, fazendo crescer o nariz.








JN