Um tribunal de Sevilha, Espanha, condenou, esta quarta-feira, um homem a 330 anos de prisão por tentativa de homicídio de 53 vizinhos.

Anos de desavenças com os seus vizinhos levaram um homem de 71 anos a colocar, na madrugada de 17 de julho de 2009, vários engenhos explosivos artesanais em sítios estratégicos do prédio onde residia.

As várias explosões que se sucederam deixaram vários vizinhos feridos.

Na sentença proferida, esta quarta-feira, pela Audiência de Sevilha, e citada pela agência espanhola Efe, o tribunal deu como provado que o agora condenado agiu com "intenção" de matar os seus vizinhos.

Durante o julgamento, o homem de 71 anos afirmara que nunca tencionou matar ninguém e que apenas lhes quis dar "uma lição".

O tribunal condenou-o a seis anos de prisão por cada uma das 53 tentativas de homicídio e a 12 anos pelos danos materiais causados no prédio, segundo a mesma fonte.


jn