PS não cobrará direitos de autor se Governo adoptar as suas propostas

O secretário-geral do PS sugeriu hoje que o Governo está a fazer "encenações" com os pedidos de reuniões sobre crescimento económico, afirmando que não cobrará "direitos de autor" se o executivo adoptar propostas apresentadas pelo seu partido.
António José Seguro falava perante 27 jovens, numa iniciativa que decorreu na sede nacional do PS que pretendeu assinalar o "Dia da Europa".
"Parece que o Governo agora descobriu subitamente a palavra crescimento. Fala em fomento industrial e está aí a fazer umas reuniões, umas encenações para esse efeito", disse o secretário-geral do PS, num período em que respondia a questões formuladas pelos jovens.
Depois, o líder socialista deixou um recado ao Governo: "Bem, o que os portugueses querem - e o Governo já vem atrasado dois anos - é propostas concretas. Se o Governo não as tem, então que aproveite as do PS. Nós não cobramos direitos de autor", disse.
António José Seguro sustentou a seguir que a responsabilidade do Governo é executar políticas e que o PS "continuará a apresentar propostas para resolver os problemas dos portugueses".

Fonte: Lusa/SOL