1.jpg

Um avião norte-americano foi, segunda-feira, forçado a aterrar de emergência em Kansas City, nos EUA, para retirar uma passageira que não parava de cantar a música "I will always love you", de Whitney Houston.

O porta-voz da American Airlines, Joe Mcbride, explicou a uma televisão local do Kansas que o comportamento da mulher era "perturbador" e que teve de ser retirada do avião por estar a "interferir com a tripulação do voo", durante o voo que seguia de Los Angeles para Nova Iorque.

Por causa das incessantes canções da passageira, o comandante do voo declarou uma "situação de emergência e solicitou uma aterragem no aeroporto da cidade do Kansas", a meio do caminho entre Los Angeles e Nova Iorque, acrescentou.

Já em terra, a polícia local entrou no avião e levou a passageira algemada para as instalações do aeroporto.

A companhia aérea recusou voltar a incluir a passageira noutro voo.

Depois de interrogada, a passageira e foi deixada em liberdade e explicou que padecia de diabetes e que, em algumas ocasiões, a doença provocava comportamentos ridículos.


dn