O filósofo, linguista e activista político norte-americano Avram Noam Chomsky, desenvolveu uma lista de 10 estratégias utilizadas pelos meios de comunicação social (medias) para manipular a população em geral:

Distracção:

Uma das principais técnicas de controlo social é a denominada estratégia da distracção. Basicamente, esse método consiste em desviar o público de problemas sociais, políticos e económicos. Somos bombardeados pela TV com informações insignificantes tornando mais difícil o público ganhar interesse em assuntos essenciais, como científicos, sociais, económicos, psicológicos, etc. Manter as pessoas ocupadas com questões sem importância é uma boa técnica de manipulação.

Problema-reacção-solução:

Outra técnica muito conhecida e discutida consiste em criar um problema de impacto emocionalmente forte sobre a população, esperar a reacção das pessoas e por fim colocar em prática um plano que beneficie o sistema. Um exemplo disso é um ataque terrorista. Dependendo de sua intensidade, o povo abriria mão de muitas coisas em troca de segurança.

Após o atentado de 11 de Setembro de 2001, por exemplo, o governo dos E.U.A. aprovou uma lei denominada Acto Patriótico, no qual agências públicas ganharam o poder de invadir legalmente a privacidade dos cidadãos.

Gradação:

É simples fazer a população aceitar uma medida inaceitável, basta ter tempo. Aplicar um plano gradativamente é uma excelente alternativa de controlo. Assim que condições socio económicas radicais (neoliberalismo) foram implantadas durante os anos 80 e 90, houve privatizações, precariedade, desemprego e baixos salários. Tantas mudanças que causariam uma revolução caso tivessem sido aplicadas de uma só vez.

A técnica do "deferido":

Outro método para fazer a população aceitar uma medida que não convém muito a ela é apresentá-la como sendo necessária e dolorosa, no qual será aplicada no futuro. É mais simples aceitar um sacrifício futuro que um imediato, até porque as pessoas normalmente tendem a acreditar que amanhã tudo estará melhor, e que talvez o sacrifício já seja desnecessário.

Infantilidade:

Grande parte da publicidade utiliza argumentos, personagens, entonação e até mesmo personagens infantis, como se fossemos pequenas crianças ou deficientes mentais. O tom de infantilidade aumenta proporcionalmente à intenção de se enganar o telespectador. A resposta ou reacção dele tende a ter também um senso crítico equivalente ao de uma criança.

Mensagens subliminares:

Aproveitar-se da fragilidade emocional de grande parte da população é outra técnica bastante utilizada para manipular as pessoas, a fim de causar um curto-circuito no senso crítico de cada um. Para isso, os meios de comunicação social utilizam técnicas das mensagens subliminares, sobretudo na televisão. Uma mensagem subliminar invade a nossa mente de forma inconsciente, estimulando a comprar quaisquer bens ou serviços. As mensagens subliminares podem ser visuais ou sonoras.

Um caso famoso é do publicitário Jim Vicary, que em 1956 inseriu as mensagens “Beba Coca-Cola” e “Coma Pipocas”, entre as cenas do filme, no cinema. Esse método permitiu o aumento do consumo de refrigerantes em 57% e o de pipocas em 18%.

Mantendo o público na ignorância:

Essa obviamente é a técnica mais utilizada como forma de manipulação e a mais eficiente, sobretudo em países com baixo nível de educação. Não querem que saibamos os métodos que utilizam para nos manter na escravidão. Essa técnica é utilizada em conjunto com a técnica da distracção. Não é a toa que se investe tão pouco em educação para as classes baixas, afinal de contas, um povo ignorante é mais fácil de controlar.

Na televisão, poucos são os conteúdos de qualidade apresentados e a situação está cada vez pior. Outro exemplo é a música, que teve uma decadência assustadora em termos de qualidade (conteúdo) desde o início do século XXI, principalmente no Brasil. Isso sem mencionar alguns sistemas religiosos que são uma forma descarada de alienação.

Estimular o público a permanecer na ignorância:

Fazer com que as pessoas acreditam que ser estúpido, vulgar e inculto é moda. Exemplo disso é a música e estilo divulgados pela televisão. Fazer com que as pessoas sintam-se culpadas: Essa técnica de manipulação consiste em fazer com que a pessoa acredite que somente ela é culpada pela sua própria infelicidade (falta de inteligência, pobreza, incapacidade). Assim o indivíduo não irá se revoltar contra o sistema político e económico, e irá se culpar por tudo, gerando um estado depressivo no qual o ser se sente inibido a agir. Sem acção não há revolução!

Eles sabem mais sobre nós do que nós próprios:

Com o constante avanço da tecnologia, ciência, biologia e psicologia, criou-se uma grande distância entre os conhecimentos do grande público e daquilo que realmente existe e eles sabem. E o sistema tem aproveitado muito bem disso, e possui o poder de conhecer melhor cada pessoa que elas mesmo, ou seja, o sistema exerce um controlo e poder maior sobre as pessoas do que as pessoas em si.

Até quando iremos aceitar essa manipulação? Até quando a humanidade continuará alienada?

Hoje em dia a sociedade é constituída por meios de informação cultural e educacional, mas também temos assistido ao aumento de uma população mundial interessada mais nas novelas e desportos (como o futebol), do que com a situação do país. Isso deve-se à forma como a população é manipulada para desviar dos verdadeiros interesses.