Duarte Lima falou no início do julgamento para ilibar o filhoDuarte lima foi o único dos arguidos que quis falar na manhã desta terça-feira na primeira audiência do julgamento de fraude de 40 milhões de euros ao BPN. O ex-líder parlamentar do PSD pediu a palavra apenas para ilibar o filho, Pedro Lima.

Numa breve declaração, Duarte Lima realçou que o filho teve apenas uma participação nominal nos negócios e sempre sob a sua responsabilidade e as suas instruções." Nunca estabeleceu contactos de nenhuma natureza. Tudo foi feito com base na confiança que sempre teve em mim e continua a ter", disse.

Horas antes, à chegada ao tribunal, Duarte Lima fez uma curta declaração antes de entrar no tribunal, considerando que a Comunicação Social deu pouco valor às explicações que produziu sobre a alegada fraude ao BPN.

"Este processo tem duas peças. Acusação que é pública, e tem sido amplamente divulgada pela Comunicação Social, e a declaração que fiz, rebatendo ponto por ponto estas acusações, que é igualmente pública mas que tem sido pouco divulgada pela Comunicação Social, salvo algumas exceções", disse Duarte Lima, à chegada ao tribunal.

"Por respeito ao tribunal, não vou falar mais aqui fora", disse Duarte Lima, que se mantém com pulseira eletrónica.

"Compreendi que têm curiosidade e que gostariam de ouvir respostas da minha parte, mas essas respostas serão dadas exaustivamente ao longo do julgamento", realçou Duarte Lima, que chegou ao Campus da Justiça pouco antes da hora marcada para o início do julgamento.


jn