Três portugueses foram detidos no sul França em duas operações distintas e estão a ser investigados por suspeita de lavagem de dinheiro, após terem sido surpreendidos com três milhões de euros em dinheiro.

Um homem e uma mulher, ambos portugueses de origem angolana, foram detidos na noite de quarta-feira quando a polícia descobriu, no veículo em que seguiam, dois milhões de euros em notas de 500.

Os suspeitos, que foram interpelados junto às portagens de Arles, entre Marselha e Montpellier, afirmaram ser agentes imobiliários que deveriam deslocar-se a Itália por conta de um dignitário angolano, disse fonte próxima da investigação.

O terceiro suspeito foi detido na quinta-feira na portagem de Saint-Jean-de-Védas, perto de Montpellier, numa outra operação, na posse de um milhão de euros.

Os três estão detidos e a ser interrogados no quadro de dois inquéritos por branqueamento de capitais.

Para já, os inspetores estão a interrogar os suspeitos sobre eventuais atividades "de branqueamento de dinheiro sujo ou de compra de droga", informaram fontes próximas do caso, citadas pela AFP.


jn