Grupo de cinco jovens garantiu que foi assaltado por gang de sete homens num parque de lazer. PJ interrogou-os e descobriu que o ‘crime’ foi inventado.Às autoridades, o grupo garantia que tinha sido assaltado e ameaçado de morte por sete ladrões armados, que os obrigaram a retirar todo o dinheiro dos bolsos, ontem de madrugada, no parque de lazer Cortinhas, na rua da Cavada, em Rebordosa, Paredes. No total, os assaltantes – que teriam fugido em dois carros de alta cilindrada – teriam levado 100 euros. A GNR de Lordelo foi ao local e contactou a PJ do Porto, que rapidamente desvendou o delito. As falsas vítimas simularam o crime e foram constituídas arguidas.

De acordo com os cinco jovens, tudo teria acontecido às 03h00, numa zona isolada da rua. Depois de terem estado com os alegados ladrões – os quais conhecem devido a negócios de tráfico de haxixe –, os jovens decidiram inventar o crime. Garantiram que estavam a conversar junto a um Mercedes quando foram surpreendidos por dois BMW, um deles com matrícula francesa.

Afirmaram ainda que os condutores dos automóveis lhes tinham apontado uma arma e no final teriam ainda efetuado quatro disparos intimidatórios para o ar. Confrontados pela Judiciária, que os interrogou, acabaram por confessar a simulação do roubo.

Apesar de não ter havido assalto, os moradores da rua falam em clima de insegurança. "Esta é uma zona muito perigosa. Eu costumava andar por aqui com tranquilidade, mas agora prefiro ficar em casa por causa da malandragem. À noite passam muitos carros para o parque", assegurou ao CM uma habitante da fregue



cm