A onda de furtos aos postos de transformação (PT) de eletricidade já chegou a Vagos. No espaço de um mês, as empresas de Águeda tinham sido o alvo preferencial destes roubos de cobre.

Na madrugada de ontem, os ladrões atacaram na zona industrial de Calvão, no concelho de Vagos. Desta vez, só foram a uma fábrica mas, tal como nos outros casos, conseguiram levar todo o cobre do posto de transformação, sem que alguém se apercebesse.

Neste caso, o alarme da empresa disparou. Eram cerca das 03h00. Uma patrulha da GNR foi de imediato para o local mas, quando chegou, os ladrões já tinham levado o PT e não havia sinal dos suspeitos.

Além do prejuízo pela perda do equipamento, que pode custar mais de 30 mil euros, a empresa vai ficar inoperacional, ou seja, a produção vai permanecer parada até à substituição do PT.

De acordo com as autoridades, a onda de roubos destes equipamentos será obra de um só grupo. Os suspeitos já estão a ser procurados pela GNR mas, para já, não há ainda pistas sobre a identidade dos elementos do gang.

Esta foi a primeira vez que se registou um roubo destes fora do concelho de Águeda, mas ainda no distrito de Aveiro.



cm