1.jpg

Um ataque da força aérea israelita realizado hoje contra o sul do Líbano tinha como alvo um grupo palestiniano próximo do regime sírio, noticiou a agência nacional libanesa, citada pela AFP.

O ataque levado a cabo pela aviação israelita ocorreu horas depois de um ataque de quatro 'rockets' lançado a partir do sul do Líbano sobre Israel, entretanto reivindicado por um grupo ligado à Al-Qaida.



"A força aérea do inimigo israelita lançou, ao amanhecer, um raide no vale Naameh sobre uma posição da Frente de Libertação Popular da Palestina -- Comando geral (PFLP -- GC)", informou a agência, em referência ao grupo dirigido por Ahmad Jibril e conhecido pelo seu apoio ao regime sírio de Bashar al-Assad.
O porta-voz do FPLP-CG, Ramez Moustapha, afirmou à AFP que "cerca das 04:00 (02:00 em Lisboa), a aviação israelita lançou um obus sobre o vale Naameh, sem causar vítimas nem danos". Mas negou à AFP qualquer ligação entre o seu grupo e o lançamento de 'rockets' sobre Israel na noite anterior.
"O FPLP-CG não tem nada a ver com o caso dos 'rockets'. Pelo contrário, nós consideramos que o 'timing' destes 'rockets' é bastante suspeito, e que há pontos de interrogação", disse ao telefone.
"Os israelitas tentam o tempo todo semear a discórdia entre palestinianos e libaneses, acrescentou.


dn