1.jpg
O défice das administrações públicas, aquele que importa para efeitos do programa de assistência financeira acordado com a troika piorou em julho para 5.226 milhões de euros, mais 2.158 milhões do que em junho, revelam os dados da execução orçamental publicados pela Direção Geral do Orçamento (DGO).

Ainda assim, o défice registado continua abaixo dos limites impostos pelo PAEF, já que o teto do défice permitido até junho era de 6 mil milhões de euros. No final de setembro, o défice não poderá ir além dos 7.300 milhões, o que significa que o Governo tem uma «folga» de quase 2,1 mil milhões de euros para os meses de agosto e setembro


tvi24