1.jpg
A PSP de Évora desmanchou um esquema de burla de uma empresa espanhola para com outra firma do país vizinho. Em causa estão mais de 112 mil artigos de material elétrico e eletrónico, que não foram pagos à empresa lesada e que estavam escondidos num armazém no Alentejo. Ao todo, o material foi avaliado em 1,3 milhões de euros e teria como destino ser vendido em Marrocos.

"Trata-se de um esquema de burla. Uma falta de pagamento à empresa credora. Através da investigação foi possível perceber que a empresa acusada tinha alugado um espaço em Évora, onde acabámos por descobrir o material", explicou fonte policial ao CM.

Entre o material apreendido estão lâmpadas, pilhas, ferramentas, tomadas, interruptores, e toda uma série de material destinado, em parte, à construção civil. Os mandados de busca e apreensão emitidos pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Évora foram cumpridos nos dias 13 e 14 de agosto. O transporte da carga para Sevilha, em Espanha, implicou a utilização de 15 camiões.

Esta cooperação judiciária internacional contou ainda com a colaboração de uma empresa de detetives privados espanhóis, ao serviço da empresa lesada.



cm