1.jpgA norte-americana Sharolyn Jackson surgiu perante a família depois de os entes queridos terem marcado presença no funeral dela, que decorreu duas semanas antes.
Aquela que podia muito bem ser a premissa do videoclipe Thriller, de Michael Jackson, aconteceu mesmo nos Estados Unidos da América.
No passado dia 3 de agosto, a família de Sharolyn Jackson, uma mulher de 50 anos, organizou o funeral dela após a polícia de Filadélfia ter descoberto um corpo que correspondia à descrição da familiar, que estava desaparecida.
O seu filho e um colega de trabalho identificaram o corpo como sendo o da mulher de 50 anos. Dave Minnie, o pai de Sharolyn, disse: "Tive de ligar à minha mulher e dar-lhe a pior notícia por telefone. A nossa filha foi encontrada morta".
Só que, 13 dias depois, Sharolyn Jackson ressurgiu do mundo dos mortos. A família da mulher descobriu que, afinal, a 'falecida' tinha estado internada numa clínica psiquiátrica. "As autoridades mostraram imagens a preto e branco do corpo ao meu neto e parecia-se com Sharol, por isso o miúdo disse que era ela", contou o pai da americana, acrescentando: "Estamos felizes por a nossa filha estar bem, mas lamentamos pelos entes queridos da mulher que realmente foi enterrada".
Um porta-voz do Departamento de Saúde de Filadélfia afirmou que, perante a situação, estão a procurar exumar o corpo da mulher a quem foi feito o funeral no início de agosto para se proceder à sua identificação e avisar os familiares.


cm