Um pai matou, este domingo na Suíça, as filhas de dois e cinco anos, pegando fogo ao carro com as crianças lá dentro. O autor do incêndio também morreu na sequência de queimaduras graves.

O homem terá ido buscar as crianças a casa de familiares sem autorização da mãe, de quem está separado.
A polícia foi alertada para o rapto, mas, pouco depois das buscas começarem na região dos Alpes suíços, as autoridades foram alertadas para um incêndio num carro, na floresta de Simmenbödel. Na viatura, estavam os cadáveres das duas meninas.
"Presumimos que o homem pegou fogo carro", revelou, esta segunda-feira, um porta-voz da polícia. O pai das meninas foi encontrado com queimaduras graves a poucos metros do carro e transportado para o hospital, onde morreu na sequência dos ferimentos.
As autoridades estão agora a investigar o caso, mas já descertaram a possibilidade de se ter tratado de um acidente. Desconhece-se ainda se as crianças teriam sido mortas antes das chamas terem sido ateadas.
O suspeito era conhecido das autoridades, revela o "El Mundo", mas não por violência familiar.


jn