O Supremo Tribunal das Maldivas anulou hoje a primeira volta das eleições presidenciais, que tinha sido ganha pelo antigo Presidente Mohamed Nasheed, e marcou nova votação para 20 de outubro.



"O Tribunal decidiu, por quatro votos contra três, anular as eleições (realizadas em 07 de setembro) e ordenar novas eleições em 20 de outubro", disse uma fonte da instituição à imprensa, depois de tomada a muito esperada decisão.




Grupos locais e internacionais de observadores consideraram a primeira volta livre e justa.
Mas o tribunal decidiu-se pela suspensão face a uma petição que integrava acusações de fraude eleitoral dirigidas pelo candidato derrotado Qasim Ibrahim, que exigia a anulação dos resultados.



dn