Noruega: fundo do petróleo vai financiar projectos de energia renovável


A Noruega, o 14º maior produtor de petróleo do mundo e o quinto maior exportador global, tem um fundo soberano de €550 mil milhões para gastar (R$ 1,6 biliões). Algum desse dinheiro, de acordo com as indicações do novo Governo, deverá ser investido em projectos de energia renovável, vistos no país como uma iniciativa importante de combate às alterações climáticas.

A Noruega é já um dos países mais ricos do mundo, mas pretende também liderar as energias renováveis. A nova chefe do Governo, Erna Solberg, propôs recentemente a utilização deste fundo soberano – o maior do mundo, diga-se – para investir em empresas sustentáveis em países em desenvolvimento – e também para fazer investimentos substanciais em energia renovável.

“Será uma viragem significativamente na comunidade global de investimentos, caso o país faça realmente isso”, explica Samantha Smith, responsável da WFF ligada às alterações globais e iniciativas energéticas.

A WWF Noruega pretende que o país coloque 5% do fundo para investimentos ligados a infra-estruturas e projectos de energia renovável. Paralelamente, a ONG pretende que a Noruega pare todos os seus projectos de carvão e areias betuminosas.

O fundo soberano tem uma enorme influência nos mercados financeiros globais, pelo que esta iniciativa poderá levar outros players a investir em renováveis, acelerando um processo que parece ter estagnado com a recessão global.


Greensavers