1.jpg

Domnica Cemortan, a bailarina moldava que se encontrava no convés do Costa Concordia com Francesco Schettino quando o navio encalhou ao largo da ilha italiana de Giglio em janeiro de 2012 confessou hoje em tribunal ser amante do capitão.

Segundo o correspondente da BBC em Roma Alan Johnston, Domenica Cemortan disse em tribunal esta ter uma relação amorosa com o capitão e encontrar-se com Francesco Schettino quando este abandonou o navio.



O capitão está a ser julgado por vários crimes de homicídio e por abandono de navio em janeiro de 2012. O navio encalhou, matando 32 pessoas.
Se for considerado culpado, Schettino arrisca até 20 anso de prisão.



dn