1.jpg

O Governo do Estado australiano de Queensland aprovou na noite de terça-feira uma série de medidas para fortalecer a segurança e aumentar os poderes policiais nas cidades de Brisbane e Caims durante a cimeira do G20.

Entre as medidas aprovadas está a criação de zonas especiais de segurança nas duas cidades e maior capacidade para as autoridades deterem manifestantes que cometam delitos como atravessar as barreiras de segurança ou interromper reuniões.



As pessoas que viverem nessas áreas de segurança e tenham antecedentes criminais serão realojadas temporariamente, informou o canal de televisão ABC. "Se houver pessoas que as autoridades considerem que poderão colocar em risco a operação [de segurança], elas serão avisadas de que não poderão entrar nessas zonas restringidas", declarou o ministro da Polícia, Jack Demsey. Sair à rua com roupa camuflada, ponteiros laser ou objetos flutuantes, como pranchas de surf ou caiaques, será proibido nos dias da cimeira.
Uma série de objetos como armas, espadas, arcos, latas, garrafas de vidro, ovos e mesmo insetos e répteis não poderão entrar nas zonas restringidas, bem como cartazes com mais de 1x2 metros.



dn