Israel abriu concursos públicos para a construção de mais 1.859 casas na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.
Segundo a organização israelita “Paz Agora”, em causa estão 1.031 habitações na Cisjordânia ocupada e 828 na parte de Jerusalém anexada.
"Dentro de alguns meses, o Ministério da Habitação e da Construção escolherá os vencedores dos concursos e os empreiteiros seleccionados poderão começar a construir", confirmou Hagit Ofran, da “Paz Agora”, à agência France Presse.
Os palestinianos já ameaçaram apelar ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.
O anúncio ocorre antes de uma nova deslocação do secretário de Estado norte-americano a Israel e aos territórios palestinianos.
John Kerry, que conseguiu que o diálogo israelo-palestiniano recomeçasse no final de Julho depois de três anos de impasse, declarou estar "optimista" sobre o processo de paz e afirmou esperar "avanços nos próximos meses".



lusa