Um homem de Castelo Branco recebeu uma carta da Segurança Social para devolver 41 euros que lhe tinham sido pagos "indevidamente" por... faltas por gravidez de risco.



Albino Ribeiro garantiu ao jornal Reconquista que não se lembra de ter estado grávido, mas que, caso se confirme, espera uma "recompensa por ter sido o primeiro grávido do país".




O caso insólito é relatado pelo jornal, que reproduz no seu site a carta enviada a Albino Ribeiro na semana passada.
O homem tem agora 30 dias para pagar os 41,10 euros referentes "a acertos de ausências por gravidez de risco", durante outubro e novembro de 2008.



dn