1.jpg

Dois chefs de hotel que foram baleados em 2008 durante os ataques em Mumbai contaram as suas histórias ao Príncipe de Gales.

O príncipe Carlos e a sua mulher, Camila Parker Bowles, Duquesa da Cornualha, encontraram-se com Nitin Minocha e Raghu Deora, dois chefs que foram baleados durante um ataque ao hotel Taj Mahal Palace, em 2008, e depositaram uma coroa de flores em memória dos 30 hóspedes e funcionários do hotel que morreram durante o ataque. Nos três dias que durou o ataque em Mumbai, morreram mais de 160 pessoas em vários pontos da cidade.



Segundo a "BBC News", Raghu Deora, de 39 anos, contou ao príncipe que estava escondido na cozinha do primeiro andar, juntamente com um pai e o seu filho, quando um homem armado os descobriu e os obrigou a deitarem-se no chão do corredor.
"Ele perguntou-nos os nomes, percebeu que não eramos quem andava á procura mas, mesmo assim, disparou vários tiros sobre nós". Contou Deora, adiantando que "um primeiro tiro acertou-me na perna e partiu-a, depois, senti um segundo tiro nas costas, perto do estômago".
Segundo Raghu Deora, o pai e o filho "morreram no local" e o atirador acabou por se afastar, "pensando que eu também estava morto".
O seu colega, Nitin Minocha, disse que foi atirado ao chão no meio da confusão que se seguiu a um tiroteio, enquanto "tentava ajudar alguns dos hóspedes a escapar por uma porta das traseiras" do hotel. Quando se tentou levantar foi atingido numa das mãos e precisou de ser submetido a nove operações para poder voltar a usá-la normalmente.



dn