1.jpg

A Escola Profissional de Aveiro cresce a um ritmo alucinante e tem mais 600 alunos no novo ano letivo. Mesmo assim, a direção garante que, após o final do curso, "nenhum aluno fica parado e sem ocupação".
Paixão. Jorge Castro, administrador da Escola Profissional de Aveiro (EPA), revela que a "paixão pelo que se faz" é a receita do grande sucesso da escola que dirige. Com 1200 alunos (600 dos quais acabados de chegar há cerca de um mês), a EPA colabora com mais de 500 empresas e garante um futuro risonho aos jovens que ensina. Um modelo de ensino diferente, que dá frutos no mercado de trabalho.
"A taxa de empregabilidade é superior a 80%. Os restantes alunos vão para o ensino Superior, para cursos de formação tecnológica, estágios ou para projetos de voluntariado. Mais do que emprego, queremos as pessoas ocupadas. E é isso que acontece", conta Jorge Castro.



jn