Carina Machado, grávida de risco, não pôde marcar o parto devido a um erro informático. No cartão de cidadão puseram-na como homem, o que não lhe permitia dar entrada no Serviço de Obstetrícia...

F oram dias de desespero para Carina e o marido, Jorge Mendes. Desde quinta--feira que tentavam marcar a cesariana no Hospital de Gaia e só ontem, após várias idas à Loja do Cidadão e ao centro de saúde conseguiram. Mas nem tudo está resolvido. Ontem à tarde, o número de contribuinte e de segurança social de Carina continuavam a não aparecer no sistema informático.

IN:JN