1.jpg

A paixão pela pesca foi fatal para um homem de 72 anos que ontem de manhã caiu de uma falésia com cerca de 40 metros de altura, na Fortaleza de Sagres. Na queda, o pescador desportivo, de Silves, embateu nas rochas e acabou por cair no mar. A morte foi praticamente imediata.

Em duas semanas, este foi o segundo pescador desportivo que morreu no concelho de Vila do Bispo, vítima de queda de falésia. Tal como o CM noticiou, a 7 de novembro tinha caído outro homem, de 44 anos, natural de Silves, no sítio dos Caixões.
Ontem, pelas 10h30, quando o salva-vidas ‘Diligente', do Instituto de Socorro a Náufragos de Sagres encontrou o corpo do pescador, que estava a boiar junto à base das arribas, no sítio do ‘Linho
do Guincho'.

O alerta tinha sido dado meia hora antes, à Polícia Marítima, por um funcionário da Fortaleza de Sagres, que viu o corpo da vítima na água.
O cadáver do pescador foi depois transportado para o Porto da Baleeira, em Sagres, onde o óbito foi confirmado pelo INEM, e seguiu para a o Gabinete Médico Legal de Portimão, onde vai ser autopsiado.
Para o comandante Pedro Carvalho Pinto, da Capitania do Porto de Lagos, quem pesca nas arribas da Costa Vicentina "deve ter cuidado e adotar medidas de segurança", nomeadamente "o uso do colete salva-vidas", para evitar este tipo de acidentes. "O pescador lúdico que hoje [ontem] morreu na Fortaleza de Sagres não usava colete", destacou aquele responsável.



cm