1.jpg

O líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles, acusou o presidente Nicolás Maduro de tentar silenciar os críticos e desafiou-o a prendê-lo.

"Se o problema sou eu, vem apanhar-me, não tenho medo. Não sejas cobarde, Maduro", gritou Capriles durante uma manifestação realizada ontem, que juntou milhares de apoiantes da oposição no centro de Caracas.

Capriles referiu-se ainda à detenção "com violência e sob ameaça de armas" do seu diretor de campanha, na véspera, e disse que "a perseguição não vai parar".

"Se eu for detido, vocês sabem o que fazer. Ninguém tem de dizer-vos para saírem às ruas. Todos sabemos o que temos de fazer e temos a força para fazê-lo", afirmou o líder da oposição.



cm