O cabecilha do grupo criminoso acusado de 19 crimes, entre os quais homicídio, que aterrorizou o Algarve no verão passado foi condenado pelo Tribunal de Albufeira a 25 anos de prisão.

Os outros dois arguidos, um homem e uma mulher, foram condenados a 13 e nove anos, respetivamente.



tvi24