1.jpg

Portugal continua a ocupar, em 2013, o 33º lugar no índice de perceção da corrupção, da organização Transparência Internacional.

No ranking divulgado esta terça-feira, Portugal apresenta uma classificação de 62 pontos, numa escala de 0 a 100, que vai de «muito corrupto» a «livre de corrupção».

A perda de um ponto na lista, em relação a 2012, fica a dever-se ao facto de que este ano a lista inclui mais um país. Na mesma posição de Portugal estão países como Porto Rico e São Vicente.

Mais de dois terços dos 177 países analisados no índice deste ano têm menos de 50 pontos. A Dinamarca e Nova Zelândia surge nas melhores posições, com 91 pontos em 100 possíveis, os países percecionados como menos corruptos e, no outro lado da lista, o Afeganistão, a Coreia do Norte e a Somália, com apenas 8 pontos, «demonstra que todos os países ainda enfrentam a ameaça da corrupção em todos os níveis de governo, desde a emissão de licenças locais, até à aplicação de leis e regulamentos», disse a líder da Transparência Internacional, Huguette Labelle.



tvi24