1.jpg

Um dos jovens que terá espancado Francisco Carrelhas da Fonseca, de 19 anos, no sábado, depois de um jogo de râguebi em Cascais, será filho de uma procuradora do Ministério Público da comarca de Cascais. E outro será sobrinho da magistrada.

O caso, denunciado no Facebook pela mãe de Francisco, que sofreu um traumatismo craniano após ser atacado até ficar inconsciente, continua a ser partilhado na rede social. A mãe do jovem afirma na publicação que os agressores “estão identificados” e promete ir até às “últimas consequências para serem responsabilizados”. A agressão ocorreu depois de Francisco e um amigo assistirem a um jogo.

Duas amigas que o tentavam defender também foram agredidas. Na origem estarão desavenças antigas entre dois grupos. Em comunicado, a Federação Portuguesa de Râguebi lamentou o sucedido.




cm