Um grupo de programadores diz ter encontrado uma falha de segurança nos dispositivos da Samsung que permite aceder remotamente aos ficheiros de smartphones e tablets.

O alerta foi dado por membros do projeto Replicant, uma adaptação do Android que usa apenas componentes de código aberto, que dizem ter encontrado uma backdoor que faz a comunicação entre o software da Samsung e o modem dos equipamentos.

A partir da falha encontrada será possível aceder, modificar e controlar remotamente a memória de armazenamento do dispositivo, escreve Paul Kocialkowski, programador do Replicant, na nota disponível no site da Free Software Foundation (FSF). Esta backdoor pode permitir, além disso, injetar código malicioso.

O Galaxy S3, Galaxy S2, Galaxy S, Galaxy Tab 2 10.1 e Nexus S são alguns dos equipamentos da Samsung afetados pela falha de segurança.

A vulnerabilidade foi localizada e corrigida no próprio projecto Replicant, que apela aos utilizadores para pressionarem a Samsung para corrigir o problema - e para disponibilizar a atualização em questão com uma licença de software livre.









TeK