A GNR vai reforçar o patrulhamento a pé, a partir de terça-feira, junto das zonas comerciais e divulgar medidas de proteção e segurança aos lojistas para evitar que sejam assaltados, indicou hoje a corporação.

Para a operação nacional "Comércio Seguro", que termina a 19 de abril, vão estar mobilizados 2.804 militares das secções de programas especiais, que vão realizar 8.331 ações de sensibilização junto dos comerciantes e lojistas com "o objetivo de reforçar as medidas de segurança e dissuadir a adoção de comportamentos ilícitos", refere a GNR, em comunicado.

Nos 12 dias da operação, os militares vão relembrar os "procedimentos de segurança a adotar em caso de furto, roubo ou ameaça grave, de forma a potenciar a segurança efetiva e a tranquilidade de comerciantes, lojistas e clientes", adianta a Guarda Nacional Republicana.

Segundo a GNR, a operação visa desenvolver "um sistema de comunicação e gestão da informação que facilite o acompanhamento e a prevenção da criminalidade que afeta os comerciantes".

Nesse sentido, os militares da GNR vão "reforçar o patrulhamento apeado junto das zonas de comércio e divulgadas medidas de proteção preventivas, através de divulgação de conselhos práticos contra a ocorrência incidentes criminais".


lusa