Jornalistas seguem através da televisão a votação no Parlamento

O primeiro vice-presidente do parlamento líbio, Ezzedine al-Awami, afirmou que o primeiro-ministro eleito no domingo não reuniu o número de votos necessários para ter a confiança do Congresso.
O parlamentar expressou a sua opinião numa carta endereçada ao chefe de governo cessante, citada pela AFP, na qual dá conta de que no meio da confusão registada o recém-eleito, Ahmed Miitig, não conseguiu o número de votos necessários.



Segundo a carta, publicada no sítio na Internet do Governo, o candidato a primeiro-ministro, Ahmed Miitig, obteve 113 votos, sendo necessários 120.
Awami pede ao atual chefe do executivo, Abdallah al-Theni, para continuar a gerir os assuntos correntes até à nomeação de um novo primeiro-ministro.



dn