O capitão do Sevilha lá teve de explicar à imprensa espanhola o beijo na boca no jogador português na final da Liga Europa.

Troféu de melhor jogador da final da Liga Europa numa mão, sorriso na cara, eis Rakitic à saída do hotel em Turim, momentos antes do Sevilha iniciar a viagem de regresso à cidade da Andaluzia.

A pergunta: "O teu beijo com Carriço?". A resposta, a caminho do autocarro, em tom bem humorado. "O que se passou é que ele queria dar-me um beijo na cara, como sempre sucede, mas acabou por ser na boca e logo no momento em que aparecíamos na transmissão televisiva. Foi pouca sorte. Que posso fazer? Mato-o? Posso matá-lo, mas, a verdade é que precisamos dele", disse o internacional croata um dia depois do Sevilha conquistar a Liga Europa.




Ojogo.