A Coreia do Norte disparou, de um navio, fogo de artilharia, esta quinta-feira, contra um navio de guerra sul-coreano que patrulhava o sul da fronteira marítima que separa os dois países, contestado por Pyongyang, no Mar Amarelo, anunciou Seul.



"Os obuses caíram perto do nosso navion, que estava a patrulhar o nosso território, mas não foram registados danos", disse à AFP um porta-voz do ministério da Defesa sul-coreano.





O incidente ocorreu perto da ilha Yeonpyeong, bombardeada em novembro de 2010 pelo exército norte-coreano, o que provocou uma crise internacional e colocou a península à beira de um conflito.
No final de março, a Coreia do Norte disparou cerca de 500 obuses durante um exercício militar junto à fronteira marítima com a Coreia do Sul, sendo que uma centena caíram em território sul coreano. Dois navios da Coreia do Sul responderam ao fogo de artilharia.
A fronteira marítima entre os dois países foi repetidamente, no passado, palco de violentos confrontos.
Batizada de "linha de limite do Norte", a fronteira foi desenhada pela Organização das Nações Unidas e pelos Estados Unidos em 1953, no fim da guerra da Coreia. Pyongyang contesta e recusa reconhecê-la.



dn