Ricardo Salgado é o presidente do BES

A família Espírito Santo vai perder o controlo acionista do banco com o aumento de capital que vai realizar. É o próprio presidente quem o admite numa entrevista ao Jornal de Negócios. "Uma certeza é que deixamos de ter o controlo", adiantou Ricardo Salgado.

O banco vai realizar um aumento de capital de 1.045 milhões de euros que irão permitir o reforço de rácios de capital da instituição. A operação vai levar a alterações na estrutura acionista, não só pela diluição da participação do acionista histórico, Crédit Agricole, e da própria família Espírito Santo, como também a possibilidade da entrada de novos acionistas.



dn