A localidade de Narón, na Galiza, em Espanha, vive em pânico depois de uma mulher ter sido mordida por uma serpente quando estava na casa-de-banho de sua casa. "O bairro entrou em psicose", conta um morador.



Investigadores procuram descobrir que tipo de cobra atacou a mulher


Iris Castroverde, uma cabeleireira de 30 anos, foi, domingo, à casa-de-banho de casa e estava na sentada na sanita quando sentido uma mordidela numa nádega. Segundo contou a vários jornais espanhóis, primeiro ouviu um barulho, seguido de um salpico e que depois sentiu uma picadela na nádega.
Quando se levantou assustada, viu uma cobra amarela e verde, da grossura de um tubo que escoava com a água do autoclismo.
Iris entrou em contacto com os serviços de emergência, descrevendo-lhes o réptil que, de acordo especialistas do centro de Recuperação de Fauna Selvagem de Oleiros, deverá ser uma espécie exótica.
A jovem foi reencaminhada para um hospital de Ferrol, para receber tratamento. No segunda-feira foi trabalhar, mas acabou por ir para casa por estar indisposta. Íris está recuperada, apesar de ainda apresentar algumas queixas.
"Aconteceu-me a mim, mas podia ter acontecido aos meus filhos", contou Iris Castroverde, citada pelo jornal espanhol "El Mundo". No rés-do-chão do prédio onde mora Iris com os filhos, de cinco e de três anos, existe uma creche.



jn