No decurso destes incidentes, dez pessoas, entre as quais oito polícias, ficaram feridas





Duas pessoas morreram e nove ficaram feridas em confrontos entre a polícia e manifestantes antigovernamentais, no bairro popular de Okmeydani, em Istambul, a uma semana do primeiro aniversário dos protestos no parque Gezi e depois da catástrofe mineira de Soma.
Nos confrontos, que ocorreram na noite de quinta-feira, as forças de segurança dispararam para o ar e de seguida visaram os manifestantes para dispersa-los, contaram testemunhas à AFP, confirmando informações da imprensa.
Pouco antes da meia-noite, o governador da cidade de Istambul anunciou a primeira vítima mortal, Ugur Kurt, de 30 anos.
O homem, que se encontrava no funeral de uma pessoa próxima e cuja participação na manifestação não ficou confirmada, foi atingido por uma bala na cabeça, disparada pela polícia ao tentar dispersar os manifestantes.
O anúncio da morte contribuiu para engrossar a manifestação, com centenas de pessoas a acorrerem às ruas e a enfrentarem as forças de segurança durante toda a noite.
No decurso destes incidentes, dez pessoas, entre as quais oito polícias, ficaram feridas.



jn