Polícia patrulha ruas de Abuja




Pelo menos 24 pessoas foram mortas, este domingo, num ataque numa aldeia do nordeste da Nigéria perpetrado por homens armados suspeitos de pertencerem ao grupo radical islâmico Boko Haram, revelaram habitantes da zona à agência AFP.
Dez dezenas de homens armados que circulavam de moto invadiram a aldeia de Kamuya durante a madrugada e abriram fogo contra a multidão. "Eles mataram 24 pessoas e fugiram para a floresta. Temos a certeza que são membros do Boko Haram", disse Bala Mshelia, que vive na aldeia, à agência noticiosa francesa por telefone.
A ONU colocou, na quinta-feira, o grupo radical islâmico nigeriano Boko Haram na lista negra dos organismos terroristas ligados à Al-Qaida e impôs sanções, um mês depois de aquele grupo ter reivindicado o sequestro de mais de 200 meninas na Nigéria.
O grupo, criado há dez anos, quer instaurar um Estado islâmico no maioritariamente muçulmano norte da Nigéria.
Os seus militantes mataram vários milhares de pessoas numa campanha de violência desde 2009.
Desde o início deste ano, as ações do Boko Haram no nordeste do país resultaram em mais de 2.000 vítimas mortais.



jn