O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou ser "ainda prematuro" falar de um encontro entre o Presidente russo, Vladimir Putin, e o vencedor das eleições presidenciais na Ucrânia, Petro Poroshenko, revela hoje a imprensa.



"Ainda é prematuro falar disso", afirmou Dmitri Peskov, em declarações publicadas hoje pelo jornal Kommersant, ao comentar o facto de Poroshenko ter dito, esta segunda-feira, em Kiev, que espera reunir-se com Putin no próximo mês de junho. "Eu e Putin conhecemo-nos muito bem", disse o multimilionário, esta segunda-feira, assinalando que a reunião com os dirigentes russos não se deve limitar a "apertos de mãos", devendo ser "muito bem preparada".




Para Petro Poroshenko, a próxima reunião com a Rússia, que descreveu como "um passo muito responsável" deve produzir resultados que as pessoas esperem, até porque "a Ucrânia já pagou um preço muito alto com a guerra". Questionado pelo Kommersant se haverá uma reação por parte de Putin aos resultados eleitorais na Ucrânia, Peskov indicou que o Presidente russo já manifestou publicamente a sua posição relativamente às eleições.
"A posição de Vladimir Putin não mudou", acrescentou o porta-voz do Kremlin. Na segunda-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, reiterou a posição de Putin face ao escrutínio: "Como disse o Presidente, vamos encarar com respeito os resultados da votação do povo ucraniano".



dn