Camarões-Croácia, 0-4

A Croácia continua na corrida e os Camarões juntam-se à Espanha e à Austrália entre as equipas que já não têm possibilidades de seguir para os oitavos de final do Campeonato do Mundo, depois da vitória da equipa dos «quadradinhos», no Estádio Arena Amazónia, em Manaus, por 4-0.

Ainda na primeira parte a equipa de Niko Kovac ganhou vantagem e Alex Song comprometeu as aspirações da sua equipa depois de perder a cabeça com uma agressão a Mandzukic, num jogo que até teve uma arbitragem tranquila para Pedro Proença. No segundo tempo, a equipa africana foi definitivamente ao fundo e a Croácia goleou.

Confira a FICHA DO JOGO

As duas equipas vinham de derrotas na primeira jornada e quem perdesse esta quarta-feira já sabia que, depois do empate entre Brasil e México, ficava de fora.

Os croatas, que até estiveram bem frente ao Brasil, apesar do resultado negativo (1-3), puderam fazer um «upgrade» no ataque com Mandzukic, que estava castigado na primeira ronda, enquanto os Camarões tinham de se adaptar à ausência do lesionado Samuel Etoo, a grande referência da equipa africana.

A Croácia foi a primeira a adaptar-se às circunstâncias e às terríveis condições climatéricas, com uma temperatura até aceitável, abaixo dos trinta graus, mas com uma humidade a rondar os 87 por cento, que tornava o ar quase irrespirável no estádio onde Portugal vai defrontar os Estados Unidos no próximo domingo.

Tal como no jogo com o Brasil, a Croácia voltou a juntar Modric e Rakitic em terrenos recuados, mas desta vez com um ataque bem mais móvel, com Olic e Perisic bem abertos nas alas no apoio direto a Mandzukic.

Os Camarões até entraram bem no jogo, com boas subidas de Moukandjo pelo corredor direito, mas a Croácia respondia bem, pelo lado contrário, com as investidas de Srna a provocar desequilíbrios na defesa camaronesa que arriscava muito com uma linha sempre muito adiantada.

E foi num lance do lateral croata que surgiu o primeiro golo, logo aos dez minutos. Srna cruzou, Perisic recuperou a bola na área e serviu Olic que só teve de encostar. Um golo que fez mossa nos Camarões que tentaram responder de imediato, em esforço, mas com pouca coordenação.

Com Modric e Rakitic a construir jogo, com passes longos para Mandzukic, os croatas iam criando novas oportunidades para desespero dos africanos. Mas nada justifica a forma como Alex Song, um dos mais experientes dos Camarões, perdeu a cabeça quando perseguia Mandzukic, atingindo o avançado do Bayern com um murro nas costas. Pedro Proença, sem alternativa, teve de mostrar vermelho e ficou quase tudo decidido aqui. A Croácia chegava ao intervalo em vantagem no marcador e com mais um jogador em campo.

Perisic acaba com dúvidas

Se ainda havia dúvidas, um tremendo erro do guarda-redes dos Camarões dissipou-as logo a abrir a segunda parte. Itandje atirou diretamente para os pés de Perisic que, sem agradecer o brinde, arrancou para o segundo golo, depois de um «sprint» espetacular.

O jogo acabava aqui, mas o resultado ainda viria a ganhar contornos de goleada, com mais dois golos de Mandzukic, com a Croácia a aproveitar a total descoordenação dos adversário. A Croácia marcou mais dois golos e desperdiçou outros tantos, enquanto os jogadores dos Camarões já se marcavam a si próprios, com Pedro Proença a fechar os olhos a um desentendimento entre Assou-Ekotto a Moukandjo.

Os Camarões, sem pontos, ficam desde já de fora da corrida para os oitavos antes de se despedirem frente ao anfitrião Brasil, enquanto a Croácia, com três pontos, mantém total legitimidade para continuar a sonhar, mas na última ronda está obrigada a vencer o México para poder seguir em frente.

Fonte: Mais Futebol