José Couceiro disse, esta segunda-feira, que a Federação Portuguesa de Futebol fez bem em renovar o contrato com Paulo Bento antes do Mundial'2014 e que apesar do desempenho da Seleção estar abaixo do esperado é preciso "ser justo".

"Tem de haver uma prova de confiança no selecionador. Há coisas que têm de ser alteradas mas isso faz parte da construção das equipas. Não se pode esquecer que estes jogadores e equipa técnica tiveram sucesso há pouco tempo", afirmou o treinador do Estoril à Rádio Renascença.

Para Couceiro não se pode atirar já a toalha ao chão."Não é a melhor altura para se fazer um balanço. Apesar da situação ser muito difícil só se deve fazer a avaliação depois do jogo com o Gana [quinta-feira, às 17 horas]", referiu.

Couceiro não viu nas palavras de Ronaldo "nenhum recado". "Portugal tem de facto algumas limitações, nomeadamente a nível de recrutamento. Não se pode comparar a seleções mais fortes. Não acho que seja anormal constatar isso. Tem de haver algum bom senso", frisou.


lusa