Humberto Coelho (esq.) e Boronha no tempo em que estavam juntos na Seleção
Antigo vice-presidente da FPF escreveu na sua página do Facebook que o atual dirigente, treinador da seleção em 2000, ameaçou não embarcar para a Holanda se não lhe fosse paga uma quantia em dinheiro.
Humberto Coelho, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, vai acionar judicialmente António Boronha, antigo dirigente da FPF, por um comentário feito por este último na sua página do Facebook a relatar um episódio ocorrido em 2000, quando Humberto Coelho treinava a seleção nacional. O DN sabe que o atual dirigente da FPF ficou indignado com o que Boronha escreveu e vai mover os mecanismos legais ao seu alcance.



Hoje, na sua página no Facebook, e no seguimento do boicote que os jogadores ganeses quiseram fazer por não receberem prémios da federação, António Boronha relatou um alegado episódio horas antes da partida de Portugal para o Euro 2000 realizado na Holanda e na Bélgica.
De acordo com Boronha, Humberto Coelho terá exigido 6 000 contos à FPF ameaçando não embarcar para a Holanda se o dinheiro não lhe fosse pago. Boronha relata que Gilberto Madaíl, na altura presidente da FPF, terá então pago esta quantia a Humberto Coelho.



dn