A polícia de choque foi chamada a uma universidade em Zurique para impedir que um grupo de protestantes irrompesse por uma sala onde o presidente da FIFA, Joseph Blatter, lia um texto intitulado «Futebol como uma Escola de Vida».

Pelo menos uma bomba de fumo foi lançada pela polícia de forma a dispersar um grupo de 60 a 100 manifestantes, que tentaram forçar a entrada na sala onde Blatter discursava. Várias testemunhas indicaram que viram um fumo vermelho sair das imediações da universidade, enquanto na parte de fora do edifício vários estudantes seguravam slogans com mensagens como «Mandem o Blatter fora».

A circulação de transportes públicos foi interrompida por duas horas nas imediações da universidade, embora não se tivessem registado agressões ou detenções.

Joseph Blatter, de 78 anos, pretende avançar para um quinto mandato à frente da FIFA e tem enfrentado vários protestos ao longo dos últimos meses, tendo estes atingido o seu apogeu durante o Mundial do Brasil.



mf