Prova do Mundial de Turismos entra na vaga da Boavista.
O circuito de Vila Real vai acolher uma etapa do Mundial de Turismos (WTCC) a partir do próximo ano e durante três anos, preenchendo no calendário a vaga deixada pela prova que se realizava no circuito da Boavista. Esta foi suspensa por decisão da Câmara do Porto, na sequência do corte nos apoios recebidos do Turismo de Portugal, algo que não lhe permitia manter a organização de uma etapa orçada em perto de três milhões de euros.
De 10 a 12 de Julho do próximo ano, a prova irá realizar-se no circuito, tendo Rui Santos, presidente da Câmara de Vila Real, indicado que " internacionalizar o circuito era um dos objectivos da Câmara e da FPAK para os próximos anos. A oportunidade surgiu e não podia perder-se, graças ao esforço de todas as entidades envolvidas".
Em declarações recentes, o líder camarário admitira interesse na prova, apontando um retorno para a região "na ordem dos cinco milhões de euros".
Depois de uma reunião com elementos da Federação (FPAK), do Eurosport Events e dos promotores da etapa, foi tomada a decisão que engloba obras já previstas no circuito (pista e boxes) no valor de 600 mil euros, deste modo antecipando a internacionalização programada para 2016/17 com a disponibilidade de argumentos financeiros, técnicos e de segurança.
In:Económico

Obs: com as Câmaras Municipais falidas...