Ronaldo ganhou quatro títulos e marcou 61 golos em 2014


Não se pode afirmar que Cristiano Ronaldo teve um ano perfeito: o seu desempenho e da Seleção Nacional no Mundial do Brasil deixaram muito a desejar e a liga espanhola foi ganha pelo Atlético Madrid, rival do Real Madrid onde brilha o craque português. Mas podemos falar num 2014 de sonho? Isso sim...

O avançado de 29 anos terminou o ano com a vitória no Mundial de Clubes, este sábado, naquele que foi o seu quarto título da temporada, depois da Taça do Rei, Liga dos Campeões e Supertaça Europeia.

E se os títulos coletivos são o mais importante no futebol, estes acabam por dourar ainda mais um palmarés invejável, que a nível individual apresenta números, no mínimo, assombrosos em 2014: 61 golos em 60 jogos. Pouco mais de um golo por jogo para Ronaldo. Daí que o seu treinador no Real, Carlo Ancelotti, tenha chegado a dizer esta época que quando entra em campo já sente que está a ganhar por 1-0...

Mas nem por isso Ronaldo marca em cada jogo que realiza. O que acontece é concentrar as doses: bisou 11 vezes, apontou três hat tricks (três golos) e fez um poker (quatro golos).

E depois há os incontornáveis recordes. Tornou-se no melhor marcador de sempre de uma edição da Liga dos Campeões, com 17 golos na última campanha – e que culminou com a vitória na prova –, passou a ser o mais goleador entre fases finais de de qualificação para Europeus e no campeonato espanhol soma 25 golos em... 15 jornadas. Mais curioso que estes números é que nem sequer são a melhor época do português. Não, isso foi em 2013, quando marcou 69 golos.